Tributação do Futuro e Tributarista do Futuro.

O Tributarista do Futuro é o profissional que alinha ao seu conhecimento técnico tributário, outras habilidades que são fundamentais para conseguir se tornar um profissional valorizado e estratégico.

 

A Tributação do Futuro, na prática, não temos respostas de como será. Pois, são grandes as dúvidas levantadas e ainda é objeto de muito debate.

 

Todavia, já vivemos na Era Digital, da Revolução 4.0, e a tecnologia também é outro componente que praticamente acorda e vai dormir conosco. 

 

A Era Digital marca uma (r)evolução na forma em que os negócios devem ser conduzidos. E isso se reflete também no profissional que irá conduzir ou assessorar esses novos negócios.

 

No “blog” de hoje você vai entender como o Tributarista do Futuro consegue se destacar e estar mais preparado para uma análise mais profunda acerca dos reflexos da economia digital no Brasil.

Por que sempre utilizamos a terminologia “Tributarista do Futuro”?

Nós do IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação há mais de duas décadas estudamos o sistema tributário nacional e, desde 2011, passamos a incluir a tecnologia como ferramenta essencial para trazer mais lucratividade às empresas.

Ademais, a grande parte de dados tributários encontra-se no mundo virtual, espalhada em um big data fiscal, que é o nome que se dá ao enorme conjunto de dados tributários disponíveis em nuvem: notas fiscais eletrônicas e todos os módulos ou blocos do SPED (Sistema de Processamento Eletrônico de Dados), dentre eles o e-Social e os EFD (Escrituração Fiscal Digital).

 

Com isso, saber agir e manipular estrategicamente esses dados exige conhecimento específico, não apenas de conhecimento técnico tributário, mas igualmente de questões de tecnologia, tecnologia da informação e inteligência de mercado.

 

Portanto, isso é fundamental para transformar a complexidade da área tributária em estratégia para os clientes.

 

Dessa forma, o profissional que detém tais competências vale mais do que um diamante atualmente e tende a ser cada mais procurado pelas empresas. Esse profissional é chamado de Tributarista do Futuro.

 

Como se tornar um Tributarista do Futuro?

O instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação conta com os maiores Tributaristas do país e é o instituto de maior renome na área tributária.

 

Todas as habilidades necessárias para uma pessoa, que pode estar começando agora, mas deseja se tornar esse profissional que será cada vez mais requisitado pelas empresas está sistematizada dentro de 17 módulos, com mais de 210 aulas, com cerca de 180 horas de carga horária.

 

Com esse objetivo, reunimos tudo que você precisa saber para ser um Tributarista estratégico. Saiba mais clicando no botão abaixo.

A Tributação do Futuro – Chegou!

Não é novidade para todos que a tecnologia, sociedade e a indústria estão em constante avanço. E esses avanços trouxeram novas formas de se fazer negócios.

 

A sociedade em geral já vive as inovações trazidas pela digitalização dos negócios. Qualquer pessoa hoje já possui um celular e acesso à “internet”.

 

Com isso em mãos, essa pessoa consegue montar um infoproduto e faturar milhões através da “internet”.

 

Neste caso, são vários os questionamentos e hipóteses em relação à tributação das novas tecnologias, mas, agora precisamos parar e refletir na seguinte questão: será que o nosso sistema tributário hoje, está preparado para se adequar a essa economia digital?

 

A resposta para essa pergunta é sem dúvidas não. Fazendo uma análise do nosso sistema tributário nacional, podemos perceber que definitivamente não. O sistema tributário brasileiro não está preparado para receber todas as inovações trazidas pela economia digital, pois, trata-se de um sistema arcaico, complexo e caro.

 

E ainda, o debate que gira em torno sobre essas questões no Brasil ainda é muito acadêmico, em outros países essa temática já atingiu proporções maiores.

 

Nem mesmo as propostas de Reforma Tributária tornarão o sistema alinhado com a economia digital.

 

Talvez hoje ninguém saiba ao certo como serão cobrados impostos no futuro não muito distante. A única certeza é que nada mais será exatamente igual ao atual sistema tributário.

 

Todavia, pensando em todas essas questões na tentativa de colaborar para a reforma tributária, foi lançada uma obra coletiva, denominada “Tributação 4.0”, para inaugurar a série de livros IDP publicados pela Editora Almedina, a pedido do ministro Gilmar Mendes, coordenador técnico daquele instituto (e autor do prefácio).

 

O livro não traz respostas, mas questionamentos que induzem a reflexões e incitam o debate. A obra nasceu do projeto “Governance 4.0” (http://governance40.com/sobre/), que une diversas instituições — IDP, FDUL, FGV e USP — para repensar instrumentos, públicos e governamentais, de modo a se adaptarem e a responderem às transformações disparadas pela chamada revolução digital.

 

A obra “Tributação 4.0”, com quase 30 autores, ocupa, em verdade, espaço de fomento, como exposto pelas autoridades que assistiram no lançamento e está disponível para compra em todas as livrarias e também pela Amazon.

 

Diante disso, o livro foi objeto de análise pela nossa Ceo, Dra. Letícia Amaral na última terça-feira desse mês, caso você queira assistir tudo sobre este tema e entender melhor sobre o que estamos vivenciando hoje acerca da Tributação 4.0, confira o link abaixo:

Tributarista do Futuro e Tributação do Futuro: Yin- Yang!

 

Estamos sempre batendo nessa tecla sobre esse profissional do futuro e grandes são os desafios que estão por vir em relação à tributação da economia digital no Brasil.

Em meio a escuridão de como será, o Tributarista do Futuro será a luz para as empresas!

A verdade é que o Tributarista do Futuro será o profissional que as empresas, procurarão para assessorar e planejar o seu negócio digital.

Assim, surgirão novas oportunidades de negócio, mas como prestaremos serviços tributários para esses clientes?

Vale ressaltar que, sob o argumento de estouro de prazo, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, extinguiu a comissão especial da Casa que analisava a Reforma Tributária. 

Segundo ele, os trabalhos da comissão expiraram há um ano e meio, e o encerramento evitaria contestações judiciais no futuro.

Agora, a merce de uma aprovação por partes da reforma tributária, algo que os Tributaristas não podem é ficar esperando. A Tributação da Economia Digital é algo que já vivemos, e nasce um nicho excelente para atuar e prestar um serviço de alto valor agregado para as empresas.

O time de Tributaristas de Inteligência de Negócios do IBPT já está por dentro e acompanhando de perto as discussões que envolvem este tema.

E você pode embarcar conosco nessa. Venha fazer parte do time de brilhantes que estão atentos a essas questões e estudando sobre todos os impactos e formas de tributar futuramente.

Realize a sua inscrição, é rápido, fácil e gratuito. 

Clique no botão abaixo.

“Se quer ir rápido, vá sozinho. Se quer ir longe, vá em grupo.”

Referências:

Agência Brasil:https://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2021-05/lira-extingue-comissao-da-camara-sobre-reforma-tributaria

Conjur: https://www.conjur.com.br/2020-mai-15/afonso-santana-tributacao-40-pos-covid-19

Deixar uma resposta

Falar via WhatsApp