fbpx
41 9987-0025 educacao@ibpt.org.br

Category

Educação
Formação de Tributarista - IBPT Educação

Veja o curso do IBPT Educação que forma tributaristas há mais de 20 anos

A carreira de tributarista pode render ótimos frutos, mas, do profissional da área, é necessário muito estudo e dedicação para acompanhar as constantes mudanças nas leis tributárias. A formação desses profissionais também deve acompanhar essas mudanças e isso é uma grande preocupação do IBPT Educação.

O curso Formação de Tributarista, já formou mais de 5.000 profissionais em seus 20 anos de existência. O segredo é a atualização constante de conteúdo e formato para que seja condizente com a realidade e necessidade de nossos alunos.

O que mudou?

Além do conteúdo que, como dito anteriormente, é atualizado para se manter fiel à realidade tributária do Brasil, mudou também o formato. O curso do IBPT Educação, que já foi presencial, hoje é totalmente online.

A modalidade EAD (Ensino a Distância) oferece flexibilidade aos alunos, que podem estudar a qualquer momento e lugar (desde que haja conexão com a internet). O formato exige que busquemos sempre pela nossa maior missão: oferecer educação tributária premium e de fácil compreensão.

Antes da criação do IBPT Educação, há menos de um ano, o curso era oferecido pelo Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), com o nome “Curso de Tributarista Júnior”.

Apesar da mudança de plataforma e formato de conteúdo, nossos alunos ainda saem formados com o selo de qualidade do IBPT.

O que é o IBPT Educação?

Somos uma spin-off corporativa do IBPT, surgida com a missão de ampliar os trabalhos que já eram promovidos pelo Instituto com foco em educação tributária. O nosso diferencial é que somos uma entidade nova, mas começamos com anos de experiência, devido à estreita relação com o IBPT.

Sobre o curso

O curso Formação de Tributarista é direcionado a profissionais que desejam trabalhar nas áreas fiscal e tributária. Ele é ideal também para acadêmicos de Administração, Ciências Contábeis, Direito e Economia. Depois da inscrição, o aluno terá acesso a:

  • 14 vídeos;
  • 61 artigos;
  • 6 provas.

O curso totaliza 120 horas e oferece pontuação no Programa de Educação Continuada do Conselho Federal de Contabilidade (CFC).

Confira a ementa do curso, explicada pela Dra. Letícia Mary Fernandes do Amaral, diretora do IBPT Educação:

Essa é a sua chance de se formar e conseguir espaço no mercado como Tributarista Junior!

Título de Tributarista Júnior do IBPT

O aluno receberá o certificado de Tributarista Júnior, com carga de 144 (cento e quarenta e quatro) horas, se optar por apresentar um artigo científico de conclusão de curso, no prazo de 2 (dois) meses contados da finalização do módulo VI (“Gestão tributária”) e obter aprovação, conforme critérios da certificadora.

Optando pela não entrega do trabalho de conclusão de curso, o aluno receberá um certificado de conclusão de curso de extensão, com carga total de 120 (cento e vinte) horas.

O que nossos alunos falam sobre o curso?

Prezamos muito pela satisfação de nossos alunos. Além disso,  nos preocupamos em formar profissionais de alto nível e direcionamos nosso conteúdo para que trabalhem de maneira estratégica. Confira alguns dos depoimentos de quem fez o curso “Formação de Tributarista”:

 

Depoimento - Curso Formação de Tributarista

“O curso Formação de Tributarista contribuiu para meu conhecimento em diversas matérias, principalmente na comparação tributária de outros países. Além disto, trouxe uma noção tributária e base legislativa maior do que possuía.”

ERICK SPINOLA

Consultor Empresarial, Nova Friburgo – RJ

 

Formação de Tributarista - IBPT Educação

“O curso de Formação Tributarista permitiu ter uma visão aprofundada da área tributária, facilitando meu entendimento sobre o Direito Tributário, tal entendimento contribuiu para que eu tivesse boas notas nas disciplinas na graduação.”

PEDRO VIEIRA

Bacharelando em Direito, Aparecida do Taboaldo- MS

 

“Sou administradora e tenho pouco conhecimento na área Tributária e o curso Formação de Tributarista possui material e linguagem bem clara.”

ELISANGELA GONÇALVES

Administradora, Silvânia GO

Pronto(a) para se tornar um(a) Tributarista Júnior? Então matricule-se agora ou faça uma aula gratuita para conhecer a metodologia do IBPT Educação:

Fazer matrícula

Ver 1ª aula grátis

Ficou com alguma dúvida sobre o curso? Então entre em contato conosco:

📧: educacao@ibpt.org.br

📞:  41 2117-7310 

cursos online direito

As vantagens de cursos online para acadêmicos de Direito

Com o constante avanço da tecnologia, os cursos na modalidade EAD (ensino a distância) se consolidam e inovam cada vez mais o mercado de ensino. Para estudantes, os cursos online surgem como uma forma prática e rápida de se adquirir conhecimentos. Basta apenas ter acesso à internet e é possível então estudar a qualquer momento, em qualquer lugar.

Estudantes de Direito podem encontrar muitas vantagens em cursos EAD. Com essa modalidade é possível ter aulas com professores renomados sem sair de casa. Além disso, há inúmeras outras vantagens que iremos abordar ao longo deste artigo.

Estude como e quando quiser

Como dito anteriormente, a possibilidade de estudar como e quando quiser é um dos principais atrativos dos cursos online. Por vezes, é extremamente desgastante ter que se deslocar até um local físico para assistir aula em um horário determinado e fixo.

Além das aulas poderem ser vistas quantas vezes forem necessárias, os cursos online em EAD permitem o acompanhamento do conteúdo no conforto de casa ou no local de preferência. Outra questão importante é a possibilidade de adequação com sua rotina, principalmente quando você já faz uma graduação em Direito e busca por cursos complementares.

Menor investimento

Ainda mais, o valor de investimento em um curso online costuma ser menor do que o de um curso presencial. Sem materiais físicos e estrutura física, além de custos adicionais gerados pelo deslocamento e alimentação, a opção pelo EAD é muito atrativa.

A capacidade organizacional

No curso online ainda há o desenvolvimento da capacidade de organização. Se por um lado existe a flexibilidade de horários, é necessário haver comprometimento e disciplina. Definir os horários para assistir às aulas, fazer os trabalhos e estudar são exigências neste método, mas que devem ser definidas pelo(a) aluno(a).

A validade dos cursos

O diploma conquistado em cursos online tem a mesma validade do que em presenciais. Já passou o tempo em que as pessoas pensavam que o mercado de trabalho não via cursos online com bons olhos. Inclusive, a notoriedade da instituição de ensino pode, inclusive, ser um fator positivo para aumentar a possibilidade de contratação.

Ainda nesse sentido, é cada vez mais comum que empresas invistam em cursos online para seus funcionários. Essa é uma maneira de especializar o colaborador sem que haja um grande custo para a empresa e complicações para o funcionário.

Acadêmico(a) de Direito: temos o curso perfeito para você!

Agora que você já sabe das vantagens de fazer um curso online, está na hora de encontrar o que melhor se enquadra às suas preferências. Se está procurando um curso voltado ao Direito Tributário, temos a opção perfeita para você!

O curso “Introdução ao Direito Tributário” aborda questões históricas dos tributos no Brasil. Fala, além disso, sobre a relação entre direito tributário e governança tributário. Ele te dará o suporte perfeito que precisa para dar o pontapé inicial para a carreira no ramo tributário. Saiba mais sobre o curso e assista à primeira aula gratuitamente:

Quero conhecer!Ver todos os cursos do IBPT Educação

Tributarista do Futuro

 

Mesmo que você não seja necessariamente da área tributária, certamente se preocupa diariamente com tributos, certo? Afinal, eles estão presentes na sua vida quase que a todo momento: na sua empresa, nas suas compras, quando toma serviços de alguém etc.

Mas vivemos na Era Digital, da Revolução 4.0, e a tecnologia também é outro componente que praticamente acorda e vai dormir conosco. A Era Digital marca uma (r)evolução na forma em que os negócios devem ser conduzidos. E isso se reflete também no profissional que irá conduzir ou assessorar esses negócios.

A tecnologia não apenas auxilia, mas cada vez mais se torna uma ferramenta essencial para quem lida diariamente com questões tributárias, seja como consultor externo, seja como executivo de empresas.

Atualmente, a quase totalidade de dados tributários encontra-se no mundo virtual, espalhada em um big data fiscal, que é o nome que se dá ao enorme conjunto de dados tributários disponíveis em nuvem: notas fiscais eletrônicas e todos os módulos ou blocos do SPED (Sistema de Processamento Eletrônico de Dados), dentre eles o e-Social e os EFD (Escrituração Fiscal Digital).

Saber auditar e manipular estrategicamente esses dados exige conhecimento específico, não apenas de questões tributárias, mas igualmente de questões de tecnologia, tecnologia da informação e gestão. Isso é essencial para transformar a burocracia tributária em diamante estratégico para os negócios.

O profissional que detém tais competências vale mais do que ouro atualmente e tende a ser cada mais procurado pelas empresas. Esse profissional é chamado de Taxologist ou, abrasileirando o termo, Tributólogo.

Os profissionais do IBPT – Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação há mais de duas décadas vêm estudando o sistema tributário nacional e, desde 2011, passaram a incluir a tecnologia como ferramenta essencial para trazer mais lucratividade às empresas.

 

No dia 15 de maio de 2019, quarta-feira, a Dra. Letícia do Amaral estará ao vivo na internet falando do assunto O TRIBUTARISTA DO FUTURO! Será às 13h e totalmente gratuito!

Os primeiros 20 inscritos na LIVE ganharão acesso gratuito a um dos workshops online já disponíveis em nosso site. Clique aqui e inscreva-se!

 

Participe de nosso grupo do WhatsApp para receber as notícias em primeira mão, clique aqui.

educacao a distancia

Educação a Distância possui a mesma qualidade da Presencial?

A Educação a distância (EAD) vem crescendo em todo o Brasil. De acordo com pesquisas, 17% dos estudantes matriculados em cursos superiores estão matriculados no ensino a distância.

A tendência é que esse número cresça cada vez mais. Em 2003, haviam somente 50 mil alunos inscritos na modalidade. Atualmente, este número chega a cerca de 1,3 milhão. Você ainda tem dúvidas sobre a qualidade da educação a distância? Então confira neste post as vantagens dessa modalidade em relação aos cursos presenciais.

Flexibilidade de horários

Um dos melhores pontos deste tipo de ensino é a flexibilidade de horários. No ensino a distância não é necessário que o aluno tenha um horário fixo para assistir às aulas. Com a correria do dia a dia, é muito desgastante ter que seguir um cronograma que não seja flexível.

Na modalidade EAD, os conteúdos estão todos disponibilizados online e, portanto, podem ser acessados em qualquer horário do dia. O aluno é quem faz seus próprios horários.

 

Economia de tempo e dinheiro

Por ser online, o aluno também economiza tempo e dinheiro. O tempo será economizado em não haver deslocamento para uma sala de aula, por exemplo. Além da questão dos horários já apresentada.

Sem uma estrutura física, o custo para o curso se manter é menor. Isso reflete também no bolso do aluno, que terá acesso a ótimos conteúdos, por um preço mais acessível.

 

Desenvolvimento de organização do aluno

 Como o aluno irá fazer seus horários de estudos, a organização será desenvolvida como forma de lidar com esse desafio. Se o aluno não conseguir manter uma rotina de estudos, poderá sofrer dificuldades como em um curso presencial.

Por isso a organização será exigida. O aluno deverá organizar os horários das aulas e, além disso, também terá que se organizar para os estudos das matérias fora do período. Aqui também entrará o planejamento de estudo para provas.

 

Contato com novas tecnologias

 Já se foi o tempo onde era necessário ter diversos livros impressos para sua formação. Através da educação a distância, os livros tornaram-se digitais, não sendo mais necessário que o aluno os tenha fisicamente.

Para acompanhar as matérias, geralmente o aluno acessa o portal do seu curso, com o nome de usuário e senha cadastrados. Além disso, nesse ambiente virtual, todo o conteúdo das aulas estará disponível 24 horas.

Neste mesmo ambiente virtual, o aluno além de acompanhar as matérias, irá entregar as atividades inerentes à disciplina.

A única exigência técnica para a educação a distância é que o aluno tenha noções básicas de funcionamento de computadores e internet. Se você está lendo esse texto em nosso blog, provavelmente as tem.

 

Diploma reconhecido

 A formação em uma educação a distância é tão válida como a formação presencial. O diploma da educação a distância possui o mesmo peso que um curso presencial. Antigamente, as empresas até distinguiam o ensino, mas com o passar dos anos, o avanço da tecnologia e a divulgação dos cursos a distância isso não acontece mais.

O importante para o mercado de trabalho nestes casos é se o profissional realmente possui o conhecimento necessário para a vaga, não importando o tipo de formação em que foi adquirido.

 

Diversidade de cursos

 Por ser uma modalidade a distância, há também uma vasta oferta de cursos em todas as áreas do conhecimento. Na Saúde, Ciências Humanas, Ciências Exatas e Ciências Biológicas.

Você é um profissional de qualidade? Então confira a lista perfeita para você, com 4 cursos EAD que vão te preparar ainda mais para os desafios do mercado.

sistema tributario nacional

Sistema Tributário Nacional brasileiro – entenda como funciona

O Sistema Tributário Nacional brasileiro é um dos mais complexos do mundo. Sua estrutura é mundialmente conhecida por ser extensa e complicada, tanto na apuração dos tributos como em sua carga tributária. É, portanto, um desafio para profissionais contábeis e tributários se dedicar para compreender o funcionamento dele, bem como conhecer as leis e regulamentações que o compreendem.

Neste artigo, iremos abordar o funcionamento do sistema tributário, seus principais tributos e os regimes de apuração existentes no Brasil.

Como funciona

O funcionamento do Sistema Tributário Nacional é pautado no recolhimento de tributos, com o objetivo de financiar as atividades do Estado, como melhorias nos serviços prestados à população, investimentos em infraestruturas e pagamentos dos salários dos servidores.  Esses tributos podem ser cobrados diretamente pelo Estado ou indiretamente, quando o cidadão adquire um produto ou utiliza algum serviço, sejam eles de empresas privadas ou públicas.

A complexidade do funcionamento surge por conta da não unificação das leis tributárias. Há, por exemplo, um tributo denominado ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) de competência estadual. Porém, cada estado tem sua própria legislação sobre o ICMS. Isso acaba criando 27 legislações, cada uma tratando especificamente de um dos mais complexos impostos no país!

Eleve essa dificuldade agora com o imposto municipal, o ISS (Imposto Sobre Serviços). O Brasil possui cerca de 5600 municípios e cada um com sua legislação específica sobre o tributo.

Além disso existem, é claro, os tributos federais, sob responsabilidade da União. O resultado é uma gigantesca legislação voltada unicamente para o Sistema Tributário Nacional.

 

guia de boas praticas fiscais e tributarias para empresas sistema tributario nacional
guia de boas praticas fiscais e tributarias para empresas sistema tributario nacional

 

Tributos no Sistema Tributário Nacional

Existem três tipos principais de tributos no Brasil, cada um destinado para diferentes áreas de utilização. Abaixo, vamos apresentá-los:

  • Impostos: o imposto poderá ser utilizado em qualquer área, desde que haja legislação instituindo isso. Como exemplo, temos o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e o IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotores). O imposto é o principal financiador dos serviços públicos.
  • Contribuições sociais: as contribuições possuem sua destinação definida na legislação, não podendo ser utilizada livremente. É uma das principais fontes de renda do Estado. O PIS (Programa de Integração Social) e COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) são exemplos de contribuição.
  • Taxas: as taxas também compõem grande parte da arrecadação do Estado, visto que elas são pagas quando o contribuinte utiliza algum serviço público. Sua destinação assim como a contribuição também é pré-fixada. Exemplos de taxas são as que são pagas na emissão de documentos e taxas de registro em juntas comerciais.

Além desses, a Constituição Federal ainda trata de mais 2 espécies de tributos, são elas:

  • Contribuições de melhoria: Esse tributo é destinado ao custeio de de obras públicas. Para ser cobrado, é necessária a existência de uma obra pública. Além disso, é indispensável, para que seja válido, que tenha havido valorização econômica do imóvel do contribuinte. Outra informação importante sobre esse tipo de tributo é que deve ser cobrado de uma vez, após a demonstração do custo da obra que gerou a valorização.
  • Empréstimos compulsórios: É um tributo de competência da União. Como o nome sugere, o valor pago pelo contribuinte é devolvido. É preciso que o destino do tributo seja legalmente estabelecido. Além disso, para que seja válido, é indispensável a criação de uma lei complementar.

 

Principais regimes de tributação no Brasil

 Além de toda a legislação dos tributos no Brasil, as empresas ainda precisam definir a forma de tributação de sua receita com base em três tipos de regimes de tributação destinados a empresas (Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real).

Esses regimes diferem a forma cálculo e recolhimento dos tributos e cada um possui sua particularidade, como exigências para enquadramento.

  • Simples Nacional: pequenas e médias empresas que tenham faturamentos até R$ 4.800.000,00 por ano e se enquadrem na lista de atividades previstas no Simples Nacional podem ingressar neste regime. A tributação neste regime é, em tese, mais simples e branda se comparada aos outros regimes, mas, mesmo para quem se enquadre, é necessária a análise de diversos fatores antes de efetivamente decidir por sua opção.
  • Lucro Presumido: Regime indicado para empresas que faturem até R$ 78 milhões ao ano e que não se enquadrem nas atividades do Simples Nacional. A forma de tributação não é unificada e sua principal característica é o cálculo do IRPJ (Imposto de Renda da Pessoa Jurídica) e CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido) com base em um lucro estimado. Além disso, o regime de apuração do PIS e da COFINS deve se dar pela sistemática da cumulatividade, sem possibilidade de apuração de créditos.
  • Lucro Real: no Lucro Real, enquadram-se somente empresas com atividades específicas. A tributação do IRPJ e da CSLL aqui é fixa, com base no lucro efetivo, possibilitando-se a dedução de despesas operacionais. PIS e COFINS são calculados pelo regime da não-cumulatividade, permitindo-se a apuração de créditos. Quem possui faturamento acima de R$ 78 milhões anuais também é obrigado a se enquadrar nesse regime.

 

O Sistema Tributário Nacional é assunto do curso EAD do IBPT Educação “Formação de Tributarista”. Ele é perfeito para você que pretende se tornar um tributarista júnior. Além disso, você ainda consegue um certificado com o selo do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação. Clique no link abaixo e confira mais sobre o curso:

Ver Curso

Leia também…

Conheça estratégias fiscais para minimizar de maneira legal o impacto da carga tributária nas contas das empresas em nosso ebook gratuito:


Você não é contador(a), mas tem interesse em aprender sobre contabilidade tributária? Preencha o formulário abaixo e receba nosso ebook gratuito sobre o assunto:

ebook-contabilidade-tributaria-para-quem-nao-e-contador-ibpt-educacao


WhatsApp chat